67- Oxalá não acabe